Carol Passos

Crônicas e percepções. Nem tudo que escrevo aqui é real

os melhores momentos que tivemos juntos foi em silêncio. longos intervalos em que nos entretínhamos apenas com palavras escritas ou com a música preenchendo a sala.
lembro do cheiro de cigarro empesteando a casa, do odor das pílulas de alho que você tomava todas as manhãs logo depois do café preto puro e sem açúcar. todos esses cheiros se impregnavam em mim nos abraços em que você me acolhia como se eu fosse menina.
o tempo passava só quando eu crescia. se dançávamos pela cozinha antes do almoço, você se assustava com a minha altura. e os anos só passavam quando eu completava mais um aniversário.
nas poucas vezes em que me viu como adulta, me disse que a vida não seria fácil por que o que eu queria era muito diferente do que você sabia. falou pra não confiar em tudo que me dizem e acolher apenas quem estiver ao meu lado.
como se eu fosse criança, você tinha medo por mim. se afligia com as minhas mudanças. sofria calado por eu não me aquietar em lugar algum.
queria te contar como é a vida que você não sabe e tudo que aprendi. agora eu me firmei, mas você não está aqui pra ouvir.


(pra ler ouvindo I’ll never know – Tweedy)

2 comentários sobre “saudade

  1. Vera Lucia Dos Passos disse:

    Fiquei emocionada com esse texto lindo e verdadeiro minha filha linda. Amo você!❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: