Carol Passos

Crônicas e percepções. Nem tudo que escrevo aqui é real

todo mundo tem um segredo. algo que só você sabe, escondido em camadas e camadas de um bom disfarce. você se pergunta se as pessoas te aceitariam se soubessem o que está guardado?

escrever é revelar um pouco do que está por debaixo do tapete e dizer em alto e bom som: “eu pensei isso e, não satisfeita, coloquei em palavras pra que qualquer um lesse”. 

quando leio Clarice Lispector, Elena Ferrante, Marcelo Labes, Aline Bei eu penso em como foi abrir gavetas e colocar no papel o que ninguém quer dizer em voz alta. um risco que poucos enfrentam e que eu crio casca pra tentar. 

os maiores segredos estão escondidos em cicatrizes. mas quando alguns machucados permanecem abertos, se tornam difíceis de tocar e ainda escorre sangue na ferida aberta. será que elas aumentam o medo de expor as coisas, pois ainda estamos frágeis? e será que haverá cura pra tudo?

a vida é o que lembramos. e dores são difíceis de esquecer. a gente aprende a conviver com elas, a olhar pra elas até diminuam. isso é novo pra mim. honestamente há pouco tempo eu não sabia que era possível encarar o que dói sem me despedaçar inteira.

talvez tudo que eu quero escrever venha quando essa névoa que me deixa sonolenta, e por vezes confusa, comece a atenuar. eu estou olhando de frente para os meus segredos e aprendendo a falar aos poucos sobre eles. cada vez os percebo como uma parte de mim, mas eles não me definem e esse peso é difícil demais de carregar.

eu achava que só conseguia escrever enquanto sentisse intensamente tudo. que me livrar do sofrimento prejudicaria o que mais amo fazer, por isso, tenho escrito todos os dias, sobre várias coisas sem publicar. 

mesmo cansada, eu me esforço a escrever porque quero que isso faça parte da minha história. espero que esse exercício se transforme em algo tão bonito quanto a calma que estou aprendendo a ter e o amor que estou recebendo.

estou me reconhecendo como quem sempre quis ser. e esse é um dos meus segredos. ainda não tenho a coragem dos escritores que admiro, mas finalmente estou me fortalecendo de verdade pra viver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: